Dispara, eu já estou morto

2015_12_02Numa altura em que a guerra e os ataques aéreos voltam a estar em destaque nos noticiários de todo o mundo, o livro “Dispara, eu já estou morto”, de Julia Navarro, fala-nos de um conflito que dura há longas décadas, numa região do globo que viveu sempre em grande instabilidade política.

O livro, para além da vantagem de nos levar a viajar por vários países da Europa, em épocas distintas e percorrendo vários conflitos, fala-nos da evolução do conflito de Israel e Palestina, entre árabes e judeus, com versões dos dois lados da barricada.

Quantas vezes parei a pensar: e se fosse comigo? O que faria? E este pensamento tive-o no relato dos judeus e no relato dos palestinianos. De uma coisa fiquei convencida, a Humanidade está condenada se insistir em não dialogar e em não se pôr no lugar do outro para tentar perceber os seus argumentos. Só conseguimos verdadeiramente ter diálogo construtivo se tentarmos ‘vestir’ a pele do outro, que sente e tem os mesmos anseios que nós.

Este não é um livro para passar o tempo. É um livro para corajosos (ou não fosse ter mais de 800 páginas)! E é um livro que nos traz conhecimento e dúvidas sobre a essência do ser humano. O prazer da vingança é efémero mas o seu peso na consciência pode durar a vida toda.

Muito Bom

Muito Bom

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s