Natal Comercial

Natal Comercial

Sempre gostei do Natal. Quando era criança, gostava da algazarra e do reencontro familiar, onde as brincadeiras com os primos permitiam horas fora da rotina. Quando me lembro do Natal da infância, fico sempre com um aconchego no peito, com a sensação de calor e conforto. O acordar, na manhã de dia 25 de dezembro, era emocionante, com a corrida para o sapato que tinha ficado toda a noite junto à lareira, na esperança de um presente que correspondesse às expectativas.
Agora, o Natal implica outro envolvimento na preparação. Já não são apenas horas de boas brincadeiras, comer doces e esperar por presentes. Agora o Natal são, horas a pensar nas prendas, horas a comprar prendas, horas a preparar boa comida… mas tem também horas de boas brincadeiras em família, com crianças e adultos, boa comida. Continuo a ter a sensação de conforto quando me lembro desses dias.
A verdade é que atualmente o Natal começa bem mais cedo. Estamos em novembro e não há centro comercial que não esteja enfeitado com bolas e bolinhas, pinheiros, luzes… As músicas já lembram a quadra, e se ligarmos a televisão somos inundados com publicidade de sugestões de presentes.
Ah, que infelizes devem andar os funcionários de lojas e centros comerciais só de pensar que durante dois meses terão de ouvir as mesmas músicas e levar com as luzes a piscar. Já para não falar na correria que têm de enfrentar na semana anterior ao Natal, com as compras de última hora, muitas vezes desproporcionais e repletas de culpa por não se ter pensado nisso mais cedo. Estou solidária com o vosso infortúnio.
Provavelmente a estratégia comercial do Natal podia mudar, mas será que o consumidor quer que ela mude?
Eu vou pensando nos meus presentes ao longo do ano. Alguns faço-os eu mesma ou dou um toque personalizado. Se me perguntarem qual a prenda que mais gostei do Natal passado, não vos sei dizer… nem me lembro que prendas recebi! Mas se me perguntarem o que mais gostei… gostei da tarde com a lareira acesa, numa sala cheia de risos e amor.
As coisas mais simples são as melhores e não precisamos de dois meses para descobrir isso.

Assim-Assim

Assim-Assim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s