Escuridão Depressiva

Ontem mudou a hora, a meio do nosso sono quando devíamos estar a chegar às duas da manhã, o ponteiro das horas ganhou viva e voltou a apontar para a uma. Ganhámos uma hora para dormir, é certo, mas ela não compensa todas as horas de luz que vamos perder daqui em diante. Já li muitas vezes sobre a história desta alteração, mas nada me convence que continue a fazer sentido e que exista essa necessidade de clarear o amanhecer! O nome original da alteração da hora é Daylight Savings Time e foi pensada para poupar velas e recursos energéticos, fazendo os dias amanhecer mais cedo. Uma prática que começou a ser aplicada em 1916 nos tempos da Primeira Guerra Mundial estará ainda atual hoje?

Eu tenho as minhas dúvidas, para não dizer mesmo que tenho a certeza que a mudança em nada nos poupa hoje. O mundo está cada vez mais ativo e em movimento a qualquer hora do dia e da noite! Ninguém vai para a cama às cinco da tarde só porque o céu já está a escurecer… Assim parece-me que seria muito melhor que o amanhecer viesse de mansinho como sempre, o sol está a nascer e mais minuto menos minuto o céu vai ficar claro. Consequentemente, a noite chegaria com a noite e não em plena hora do lanche!

Para mim, a mudança da hora marca inegavelmente a chegada do inverno e o caminhar estreito para o Natal. Sem darmos conta estamos a um pulo desta festa familiar e consequentemente do fim do ano! Estes 60/70 dias vão passar a voar: passamos mais tempo em casa, dormimos mais, fazemos menos coisas, há menos atividades de lazer e o trabalho vai sempre parecer um pouco mais pesado.

É urgente, por isso, encontrar todos os dias o lado bom desta época do ano. É claro que ele existe! Inverno rima com:

Inverno

  • Sofá e mantas aconchegantes
  • Castanhas Assadas
  • Serões de Cinema
  • Queijo da Serra
  • Pantufas
  • Compotas e Marmeladas
  • Vinho tinto
  • Luvas, Chapéus e Cachecóis
  • Bolo Rei e Requeijão
  • Chás
  • Lareira acesa
  • Neve a cair

 
Ora vendo bem tanta coisa boa, só mesmo a mudança da hora é que era algo a evitar. Essa realidade não faz parte das coisas boas, pertence a uma outra categoria…
 

Muito Mau

Muito Mau

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s