Jardim botânico de Coimbra

Estudei em Coimbra há uns anos e ainda hoje não sei explicar o tanto da cidade que vive em mim. Fui à procura do verdadeiro espírito académico e encontrei também um espírito acolhedor de um lugar que nos abraça como a alguém da família. Sou hoje muito do que aprendi a ser por aquelas salas de aula, por aquelas ruas, por aqueles jardins!

No jardim botânico é Avelar Brotero que nos abre a porta e nos convida a dar as mãos à natureza. E que sentimento de esperança é aquele que sentimos ao olhar este mar verde que se nos abre diante dos olhos mal ali chegamos à entrada!
À medida que vamos avançando para o coração do jardim deixamos os cheiros e os sons da cidade serem trocados pela vida deste espaço: o eucalipto que parece chorar sobre nós inebria-nos com o seu odor, os passarinhos encantam-nos com o seu chilrear. Tudo para dentro destes portões respira calma, serenidade, paz!

A minha parte favorita do jardim é a avenida das tílias. Este corredor ladeado pelas suas filas de guardiãs faz-me acreditar no futuro, porque independentemente da estação do ano há sempre um caminho para seguir frente!

O outono pinta o Botânico de outras cores e as folhas apressam-se a forrar o chão que pisamos. Apressem-se vós a visitar, antes que as árvores fiquem despidas e o frio nos convide para outras paragens.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s