O direito ao voto

Todos estão descontentes. Todos reclamam e todos têm alguma coisa a dizer sobre este ou aquele político, ou então sobre todos. Mas na hora da votação, muitos são os que se calam e não dizem nada. Vou dar-vos um conselho: deixem de ser preguiçosos e ‘piegas’ e vão votar!

A verdade é que este é um direito que foi conquistado a muito custo e com pequenos passos de cada vez. E desde o voto de Carolina Beatriz Ângelo – primeira mulher a votar em Portugal (não que a lei permitisse às mulheres votar, mas porque permitia aos chefes de família e, sendo viúva, ela reivindicou esse direito para si) -, em 1911, até ao voto universal no nosso país passaram mais de 60 anos. Dá para ter uma pequena ideia do esforço que tantos portugueses tiveram para conquistar o direito ao voto. Mas os portugueses sempre foram um povo de conquistas, nunca se vergaram a gigantes adamastores ou governos ditatoriais. No site euvoto.pt encontrei um vídeo que nos explica bem a importância desta conquista que é ao mesmo tempo um direito e um dever.

Eu voto!Se os portugueses conquistaram o direito ao voto, devem exercê-lo… não vá alguém achar que ele é acessório e mudar a lei. Domingo, votem no A, B ou C (não vão faltar escolhas no boletim de voto). Votem em quem quiserem e como quiserem, mas votem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s